Organizando as Finanças Pessoais: Dívidas e Juros

A primeira tarefa que devemos fazer para o equilibrar o orçamento familiar é, sem dúvida, a organização e classificação das nossas despesas. Já discutimos a adoção de um método simples e eficiente desqualificar os nossos gastos, ou seja, atribuir um grau de urgência para cada uma delas. Hoje vamos discutir algo que todos  nós temos, voluntária ou involuntariamente. São as Dívidas em geral, como por exemplo, Cheque Especial, Cartão de Crédito, Aparelho Celular, Financiamento de Veículo, Empréstimo Consignado, Hipoteca,  etc…

A caracterísitica comum entre nós brasileiros, é que a maior parte das vezes não fazemos a conta do custo da dívida (juros) mas se o valor da parcela caberá em nosso orçamento. Uma abordagem que funciona no curto prazo mas que, no longo prazo, pode provocar um profundo desequilíbrio no orçamento familiar. Um exemplo claro disso é que,  incorporamos parte destas dívidas em nossa renda mensal, como por exemplo o cheque especial e o crédito rotativo do cartão de crédito. E pagamos muito caro por isso e estes dois são os principais responsáveis pelo insucesso de nossa saúde financeira.

Apesar de estarmos vivenciando uma tentativa do Governo Federal de forçar a queda dos juros através da atuação dos bancos estatais (desequilibrando as Leis de Mercado),o processo promove uma tímida redução. Observando um pouco melhor, o custo ainda continua muito elevado, principalmente se levarmos em consideração o efeito da Inflação (sim, ela ainda existe) em nosso orçamento.

Sabemos que nossa cultura financeira incorpora o hábito das compras à prazo. Então temos 3 etapas para dar qualidade ao nosso orçamento. Já demonstramos como identificar nosso perfil de consumo  e como classificar nossas despesas. A terceira etapa é mais prática e requer apenas paciência. Temos apenas que comparar as taxas de juros cobradas entre as instituições que nos relacionamos. É uma tarefa básica que não temos o hábito de fazer mas, que pode nos ajudar a ter disciplina.

O Banco Central do Brasil disponibiliza em seu site uma tabela atualizada do valor das taxas de juros cobradas pelos bancos. Logo abaixo separei o link por operações de crédito para que você possa comparar.

http://www.bcb.gov.br/?TXJUROS

Lembre-se que estabelecer um padrão de análise ajudará você a melhorar seu perfil de consumidor.