Crenças sobre Dinheiro – Quais são as suas?

Um caminho para iniciar o processo de conscientização da sua realidade financeira é identificar quais as crenças que temos sobre o Dinheiro. Estas “Crenças”  que  são impostas desde que nascemos. “Dinheiro é sujo e provoca corrupção”, ” Dinheiro não cresce em àrvore”, “Rico não vai para céu”, Dinheiro não traz felicidade”, “Os pobres são abençoados, pois são mais simples e puros” e tantas outras que estao enraizadas em nossa Cultura e em nosso coletivo.

Todos passamos por alguns  processos (crises) de transformações ao longo da vida e, sem dúvida, por momentos de maior fragilidade  financeira e outros não.  O importante é entender que estes processos podem contribuir para nosso crescimento. O dinheiro pode  e deve transformar nossas vidas, de  maneira consciente, equilibrada e saudável. Mas tudo vai depender do significado e da permissão que vamos estabelecer nesta relação em todos os instantes.  Quer se sentir Rico ou Pobre, entender quais os acontecimentos que responderão por isso.

A tarefa de lidar com o dinheiro,  requer uma pratica diária e contínua, que lhe permita estabelecer uma relação de proximidade e não de posse. Tenha dinheiro em cédulas sempre em sua carteira e habitue-se a contá-lo todos os dias mesmo que você não o gaste imediatamente  e saiba quanto ainda tem. O objetivo desta prática é de criar  um vínculo entre você e seu dinheiro, de forma saudável para que você se acostume a lidar naturalmente com ele. Lembre-se que você dedica parte da sua vida ao trabalho para obtê-lo. É uma relação de troca e merecimento, não de escravidão.

Busque o equilíbrio no seu Orçamento estabelecendo e Respeitando Limites e Aprenda a Diferenciar entre o Essencial e Supérfluo.Não é uma tarefa simples e requer disciplina e atitude. Faça um Diagnóstico Financeiro seu, de  toda  família e transforme o Orçamento em Familiar. Habitue-se a gastar conscientemente.

Aprenda a acumular reservas para realizar seus desejos e sonhos. Não guarde dinheiro somente por guardar. Estabeleça objetivos claros e compatíveis com sua realidade financeira. Crie imagens, faça comentários, escreva sobre seus sonhos e use a sua imaginação para conceber o que você quer. Não há limites! Permita-se, viva a vida como se já tivesse conquistado o que quer.

Estabeleça metas para o uso do seu dinheiro.

Pin It on Pinterest

Share This