Pagador de Contas: Quer continuar sendo um?

Há alguns meses venho ilustrando alguns tipos de comportamento que influencia nossa maneira de agir na sociedade. Discutir sobre qual é o destino mais equilibrado para nossa renda e que nosso foco requer um pouco mais do que simples observações. Vivemos em tempos da sociedade de consumo, definido assim no Wikipédia: “ Sociedade de Consumo é um termo utilizado para designar o tipo de sociedade que se encontra numa avançada etapa de desenvolvimento industrial capitalista e que se caracteriza pelo consumo massivo de bens e serviços, disponíveis graça a elevada produção dos mesmos.” Esta definição está perfeitamente alinhada com o pensamento econômico e não há nada de errado.

Quando falamos em finanças pessoais, a primeira idéia que nos vem a mente é ligada diretamente as nossas despesas e a maneira como lidamos com elas. Isto porque somos orientados desde sempre no modelo voltado para consumir, para desfrutar imediatamente do consumo de bens, roupas, experiências e idéias. Enfim, toda a nossa atenção voltada para a capacidade do consumo de novos produtos, de novas falsas necessidades.

Independente de quanto ganhamos, R$ 500,00 ou R$ 50.000,00, a maioria das pessoas sucumbe aos apelos da mídia e gasta quase tudo que ganha. Poucos separam uma parte de sua renda para poupança. Existem várias histórias de pessoas que conseguiram aumentar a própria renda e prosperaram, mas que continuaram sem acumular reservas. No post “ Aprendendo a Gastar: Qual seu perfil de consumidor” (http://wp.me/p2hxwj-15) delineamos os tipos de comportamento de consumo mais comuns entre as pessoas. Somos assim, classificados pela nossa capacidade de adquirir bens, seja numa pesquisa oficial do IBGE ou em pesquisas de mercado. Todos os dias somos bombardeados por propagandas e influenciados a gastar e consumir mais.

Neste blog, quero estimular as pessoas a adotar um modelo de gestão consciente de suas finanças. Um modelo que não é orientado para as oportunidades únicas, para as infindáveis promoções, cheques pré-datados para 60 dias, para a utilização do crédito fácil. É o modelo que visa o gasto consciente orientado a poupar para poder comprar.

A Gestão Consciente de suas finanças é orientar o destino de sua renda a realização de seus sonhos, mudando a atitude e crenças sobre o dinheiro. Na teoria é muito fácil, mas como funciona na prática? No post “ Crenças sobre o dinheiro: Quais são as suas? (http://wp.me/p2hxwj-4d) discuto o princípio do caminho para quem realmente acredita que pode mudar. Rever Crenças e conceitos sobre dinheiro está diretamente ligado ao nosso perfil de consumidor.

Atitude é o segundo passo e este, só depende de você. Abaixo segue um vídeo, que eu acredito que pode estimular a pensar no que realmente vale a pena. Experimente mudar e sinta que é possível.

Sobre cuidandodoseudinheiro

Trabalho no mercado financeiro há mais de 25 anos, atuando em diversos segmentos de atendimento a investidores. Formado em Administração de Empresas e Gestão Empresarial, possuo experiência na elaboração de alternativas de investimento. Meu objetivo neste blog é prover ao leitor técnicas para o gerenciamento e planejamento do orçamento familiar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: