Estou endividado, e agora?

iStock_000020658980Medium

Escrevendo meu roteiro

O Início do ano, impreterivelmente, sempre nos vemos diante de despesas fixas recorrentes. IPTU, IPVA, matrícula da escola, despesas adicionais do Natal entre outras. O que pretendo a seguir é detalhar dois roteiros em situações, Estável e Crítica, para ajudar a administrar essas despesas, que numa situação saudável, deve ser seguido ao longo do ano. Então vamos lá.

SITUAÇÃO ESTÁVEL

1. Detalhar as dívidas (valores totais, juros cobrados, prazos de pagamentos, garantias e credores).
2. Destacar o seu montante de despesas fixas mensais (aluguel, telefone, alimentação, etc.)
3. Levantar as receitas mensais. Se houver sobras do décimo terceiro, reservar para último caso.
4. Calcular quanto sobra após pagar as despesas fixas.
5. Existem saídas relativas a investimentos? Valor, prazos, etc.
6. Possibilidades:

a) chamar os credores e renegociar as dívidas dentro das possibilidades de sobra de caixa e prazos de pagamento;
b) buscar novos financiamentos menos onerosos – fugir do cheque especial e dos financiamentos de cartão de crédito;
c) refinanciar carros ou outros ativos com taxas inferiores do que o mercado oferece, pois está sendo dada garantia real;
d) trocar de ativos (exemplo: trocar o carro por um mais acessível;)
e) buscar acordos amigáveis que são menos onerosos.

SITUAÇÃO CRÍTICA

1. Quando as dívidas com juros começam a corromper o orçamento e a prejudicar a subsistência da família, e você tem que escolher entre sobreviver ou pagar juros, a melhor escolha é sobreviver.
2. Portanto, é melhor procurar seus credortes e iniciar um processo de renegocição e, parar de pagar essas dívidas temporariamente, e dedicar seus rendimentos apenas para pagar as dívidas básicas (moradia, alimentação, luz, água, etc.). O confronto com seus credores não deve ser duro, afinal voce contraiu as dívidas.
3. Abra uma poupança e guarde tudo o que sobrar no final do mês. Essa reserva será muito importante para você poder começar a ajeitar sua vida e saldar as dívidas com seus credores.
4. Nos primeiros dias, você começará a receber uma avalanche de cartas e telefonemas de seus credores. Mantenha sempre a calma e procure sempre a negociação. Na maioria dos casos, não passam de simples “ameaças”.
5. Telefonemas de empresas de cobrança: não atenda, troque de celular, priorize os contatos.
6. Certamente o seu nome irá para o SPC e SERASA. Conviva com isso e não compre mais a prazo.
7. Ações judiciais irão ocorrer quando existirem bens em garantia ou a dívida for elevada e você aparentar ter condições de pagar.
8. Depois de alguns meses, veja o quanto conseguiu guardar na poupança (Isso é muito importante, ou esses conselhos não servirão para nada).
9. Faça uma listagem dos credores, em ordem da maior para a menor dívida. Comece pela menor e pelos mais flexíveis.
10. Negocie com um de cada vez, e só aceite a proposta se for para pagamento à vista, com um bom desconto e que o valor caiba dentro do seu orçamento.
11. Não tenha pressa, você se endividou ao longo de meses (ou anos) e não será da noite para o dia que irá resolver “todas as suas dívidas”.
12. Todavia, lembre-se de ter disciplina e força de vontade. Você tem que economizar e tem que correr atrás de seus credores para quitar as dívidas!
13. Não adianta limpar o nome e entrar no buraco novamente.

Lembre-se sempre que a melhor maneira de viver é sempre ter equilíbrio e tendo conciência financeira para realizar seus desejos, sonhos e consumir o que quiser.

Sobre cuidandodoseudinheiro

Trabalho no mercado financeiro há mais de 25 anos, atuando em diversos segmentos de atendimento a investidores. Formado em Administração de Empresas e Gestão Empresarial, possuo experiência na elaboração de alternativas de investimento. Meu objetivo neste blog é prover ao leitor técnicas para o gerenciamento e planejamento do orçamento familiar.

Comments

  1. Gustavo says:

    Além de tomamos medidas judiciais e extrajudiciais cabíveis, a sua divida será transferida a uma assessoria externa de cobrança
    estou devendo 2 empréstimos recebi uma correspondência com essa mensagem,
    não posso pagar pois trabalhava em dois empregos e agora trabalho em um
    não consigo pagar estou com meu nome SPC e tudo mas
    devido ao credito fácil me tornei escravo desse banco
    queria saber o que pode acontecer desde já agradeço.

    Curtir

    • Olá Gustavo,

      O processo de cobrança de suas dívidas atrasadas vai acarretar em outras restrições ao seu nome no SPC. Provavelmente será feito contato através de uma empresa de cobrança propondo um acordo.

      Caso voce não tenha condições imediatas de saldar as suas dívidas, reorganize seu orçamento e priorize o pagamento do que for possível.

      Outras questões, estou a disposição.

      Curtir

  2. Rafael says:

    Bom tenho uma conta correte no Santander, tbm possuo conta-salário no mesmo banco, contrai empréstimo com desconto em CC no santander, onde tem uma clausula no contrato caso o saldo negativo nas contas de mesmo titularidade (conta-corrente e conta sálario) haverá desconto das parcelas pendentes, hj esse desconto está comprometendo meu salário. Já pedi a portabilidade para Caixa, pois tenho financiamento da imóvel, estou no momento sem condições de arcar com 2 financiamentos. O banco pode efetuar desconto na conta-salário qdo cair o pagamento/transferência para Caixa? Como proceder para cancelamento dessa clausula?

    Curtir

    • Oi Rafael,

      Neste caso, como está previsto em contrato, o banco pode efetuar o débito em conta corrente.

      Porém, o banco não pode efetuar nenhum débito na conta destinada para crédito de salário a não ser que exista uma autorização por escrito do correntista. Caso exista, você pode solicitar o cancelamento desta clausula junto ao banco. Cabe os seguintes argumentos:

      De acordo com as resoluções 3.402 e 3.424 do Bacen (resoluções que normatiza a utilização de serviços bancários) existem condições que salvaguardam o direito de posse do crédito do salário. Segue abaixo, trecho das resoluções e a minha interpretação:

      As duas resoluções falam sobre os procedimentos (direitos e obrigações) para utilização da conta-salário. De acordo com o art 5, parágrafo 1 da resolução 3.402 do bacen, os recursos SOMENTE PODEM SER MOVIMENTADOS PELO BENEFICIÁRIO. Logo o banco, de acordo com a resolução, NAO PODE efetuar débito na sua conta salário POR INICIATIVA PRÓPRIA.

      Em referência a resolução 3.424, no artigo 4 diz que…” a instituição financeira pode transferir automaticamente para conta de depósitos da qual o beneficiário seja titular, ou um dos titulares, aberta por sua iniciativa na instituição financeira contratada, ficando dispensada a necessidade de prévia indicação, nos casos em que conta da espécie estivesse sendo utilizada pelo beneficiário para o recebimento de pagamento em 5 DE SETEMBRO DE 2006. Logo, se a conta foi aberta após esta data, o banco deve seguir o que determina a resolução 3.402, mesmo que a modalidade da conta não tenha sido salário.

      Já de acordo com art 5 que segue na resolução 3.424, cabe ao titular da conta salário manifestar-se por escrito, bloqueando a transferência entre as contas na mesma instituição, ou seja, a autorização (caso tenha sido feita) do débito das parcelas, pode ser desvinculada do crédito do salário.

      Se houver outras dúvidas entre em contato.

      Curtir

  3. alexandre paulino says:

    boa noite gostaria de uma orientaçao pois estou completamente endividado…tenho emprestimo pessoal na CEF,BANCO DO BRASIL CREDICAR…E MINHA RENDA NAO DA MAIS PARA COBRIR essas dividas entao o que fazer nessa hora….sou servidor publico militar estadual…nao agi de ma fe so me deixei levar pelas armadilhas do credito facil sem burocracia…agora estou sem saber o que fazer uma vez que juntando todas as minhas dividas com esses credores mensalmente ultrapassa minha renda 3 vezes o que ganho de salario mensal…gostaria de uma orientaçao por favor

    Curtir

    • Oi Alexandre,

      Primeiro lugar, parabéns por entender que realmente existe uma armadilha na oferta do crédito fácil e que você não é o único que ultrapassou os próprios limites.
      Pois bem, a situação conforme descrito por você, está crítica. Para tentar adequar o seu orçamento, as medidas serão duras.

      Em primeiro lugar, faça a portabilidade do seu salário para uma conta livre da oferta de crédito e outro banco para que você possa ter a renda mensal preservada.
      O próximo passo, cancele cartões de crédito, cheque especial ou qualquer outro instrumento de crédito que você ainda possa ter. Tente uma renegociação com os bancos e caso não seja possível, reescalone os pagamentos dentro do limite de 30% do seu salário. Se não for possível pagar todas, escolha uma para que voce possa continuar pagando e deixe as outras entrar em atraso. Isto pode provocar restrições ao seu nome mas, caso você não tenha outra fonte de recurso, não há muito o que fazer.

      Os próximos passos estão aqui no post mesmo. Pode parecer um processo que você não enxergue a solução do seu problema de imediato, mas acredito que o caminho seja este.

      Caso necessite de mais ajuda, por favor entre em contato novamente aqui pelo blog ou via nossa página no facebook.

      Até mais

      Curtir

  4. Reblogged this on Cuidando do seu Dinheiro and commented:

    Tenho recebido diversos emails sobre renegociação de dívidas. Aqui vão algumas dicas de como negociar com seus credores e re-equilibrar seu orçamento.

    Curtir

  5. Good blog! I really love how it is simple on my eyes and the data are well written. I’m wondering how I might be notified when a new post has been made. I have subscribed to your RSS which must do the trick! Have a great day!

    Curtir

  6. mara rubia cortes says:

    exelente dica seguirei a risca tenho muitas dividas.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: